sexta-feira, outubro 31, 2008

O nosso filhote

nasceu, lindo e perfeitinho. Tal como a irmã é um come e dorme.
Estamos muito felizes. Tem sido muito, muito bom.

Lucas
A cidade que o recebeu...
A cidade que o recebeu

terça-feira, outubro 28, 2008

tchau, tchau barriguinha

E hoje ela não parou de dizer:
"Amanhã o mano vai chegar."

E a mim está-me a dar um nervoso miudinho.

Coincidências

Porque ela é pequenina não dissemos à Inês o que tinha acontecido com o avô.
Domingo ela foi visitar a avó do papá. Quando voltou disse-me que não tinha visto o avô, que ele tinha ido passear mas que naquele momento já devia estar em casa. Depois disse muito baixinho:
"Como não estava, o vô não deu tostão." E fez um sorriso maroto. Um interesse inocente, diria eu.
O que aconteceu a seguir foi uma coincidência, mas o certo é que a Inês recebeu essa moeda e nós queremos acreditar que por vezes estas coisas não acontecem por acaso.

sexta-feira, outubro 24, 2008

O "Vô" velhinho

O meu sogro faleceu na passada 3ª feira. O papá do papá, o "Vô" velhinho como lhe chamava a Inês.
Por vezes a vida prega-nos destas partidas. O funeral foi 5ª feira de manhã e acontecia ao mesmo tempo que eu me encontrava na ultima consulta antes do nosso bébé nascer.
Está a ser meio complicado para o meu marido e para todos nós ter consciência plena que uns morrem para outros nascerem. É estranho.
Desde que o conheço, e já lá vão cerca de 15 anos, que o ouvia dizer em todos os aniversários que para o ano já cá não estaria. Depois repetia a mesma história de cada vez que vinha um neto a caminho. Sempre o conheci assim, com aquele ar de velhinho. Viu nascer 3 netos e conseguiu ultrapassar muitos problemas de saude e de vida. A verdade é que se aguentou até agora.
Este neto ele não vai mesmo conhecer mas tinha de aqui deixar umas palavras para mais tarde ele saber que este avô sabia que ele vinha a caminho, que ficou feliz com a noticia, que a mana em bébé gostava muito de estar ao colo dele e que agora, maiorzinha, gostava de receber o rebuçado ou a moeda que ele tinha sempre para ela.
Dele vem-me sempre à cabeça os nossos tempos de namoro, quando o íamos visitar e eu vinha sempre com a minha mochila cheia de ovos frescos das galinhas que ele tratava. Héé Héé, não sei como nunca "esborrachei" nenhum dentro do saco. Eu, a menina da cidade, achava um piadão áquilo.
Porque não o foi da outra forma, esta é a minha despedida, o meu adeus...
1920-2008

'Adeus

terça-feira, outubro 21, 2008

Amor Perfeito

Os avós ofereceram um amor perfeito à Inês para ela cuidar :))
Achei tão lindo e ela adorou. Anda sempre preocupada para eu não me esquecer de regar.

Apesar de todas as explicações, ainda existem coisas que não são tão simples como parecem. Esta semana ela surpreendeu-me , quando, do nada, me perguntou:

"Mamã, mas afinal para onde foi a Lara?"

Mais surpreendida fiquei quando depois da explicação ela me sai com esta (versão já traduzida ;):
"Não faz mal, depois a mamã arranja-me uma Lara."

Ops ?!?!


Amor Perfeito
Domingo assustei-me. Saimos um pouco e de repente comecei a sentir as mãos meias presas juntamente com um formigueiro. Quando olhei para elas estavam super inchadas com as veias muito salientes, a minha aliança a apertar-me o dedo. Bolas, que é que se passa???
Comecei a sentir-me esquisita. Sentei-me na fresca, acalmei e só em casa começou tudo a voltar ao normal. Cheguei a pensar que tinha chegado a hora, mas não.
Agora tenho as mãos e os pés mais inchadas do que o que tinha mas nada de alarmante. Só ontem à noite consegui arrancar a aliança do dedo com muito óleo, muito creme e muita persistência da minha parte. Doeu mesmo.

O que ainda não contei é que a minha placenta está ligeiramente envelhecida e me foi detectada uma bactéria "XPTO" que me está a obrigar a tomar um antibiótico. Coincidiu com o inico da toma, não sei se terá alguma coisa a ver.

Andar na rua com esta barrigona chama a atenção, acreditem e suscita muita conversa, claro!!!
O que me vale é que eu estou mais ansiosa para ter o meu bébé cá fora, saudável e lindo do que estou preocupada com o parto, senão andava histérica de medo com as histórias "mirabolescas" que ouço ;)

Estou cada vez mais ansiosa por ver a carinha do nosso filhote.
Depois de olharmos para ele vamos decidir se vai ser Lucas ou Tomás.

quinta-feira, outubro 16, 2008

Se duvidas houvessem...

ficaram hoje esclarecidas ;))

Entretanto hoje na consulta fiquei a saber que pela estimativa da eco o bébé pesa apenas cerca de 2,400Kg. Não é muito, por isso foi-me recomendado descanso (esta é a parte mais dificil) para ver se aguento o rapazote na barriga por mais 2 semanas. Entretanto continuar com as vitaminas e beber muita água.

Realmente tendo em conta as 37 s e 3 d se nascesse agora estava bem pequenino mas também sei que isto são medições que podem não corresponder à verdade.

E agora a prova do rapagão que aí vem :))

Se duvidas houvessem...

quarta-feira, outubro 15, 2008

Sara

é a amiga imaginária da Inês com direito a lugar na mesa com prato e cadeira.
Hoje de manhã no carro ela estava um pouco chateada pois a Sara preferiu ficar em casa e não quis ir para os avós. Héé Héé

Quem manda aqui afinal???

Estou naquela fase em que a bexiga é que manda na minha mobilidade. Tem alturas em que me sinto capaz de fazer de tudo, tem outras em que caminhar é um tormento.

Para além disso este miudo mexe como nunca vi. Tanta acrobacia. Se ele mexer tanto cá fora como aqui dentro tou feita ;))

Hoje a Inês levantou-me a camisola, deu um beijo na barriga e perguntou se o "Ucas" tinha "nanado" bem. Isto é muito bom sinal, muito bom mesmo :))

segunda-feira, outubro 13, 2008

Tesourada

A Inês resolveu dar uma tesourada ao cabelo. Ainda por cima com uma tesoura que lhe tinha dito especialmente que não poderia mexer.
A olho desarmado tem alguns carrapitos e tal mas até nem se nota muito. Digamos que perdeu volume, muito volume.

Na foto apenas uma parte.

Tesourada

quinta-feira, outubro 09, 2008

Está quase, quase...

são as palavras que mais ecoam na minha cabeça. Estamos mesmo na recta final e começo a sentir um nervoso miudinho a apoderar-se de mim.
Às vezes ponho-me a pensar que com a Inês correu tudo tão bem (quer o parto, quer ela como bébé) que não sei se é possível repetir a dose desta vez. O que vale é que também não tenho muito tempo para me dedicar a estes pensamentos palermas.
Ele mexe muito, muito mesmo. Não me lembro nesta fase se a Inês mexia assim tanto. Afinal é suposto estar apertadinho mas a minha barriga anda sempre num reboliço visivel a olho nu :))
É impossível dizer que não vou sentir saudades destes amassos interiores, mesmo que neste momento a barriga já me pese muito e me limite os movimentos.
Ai, ai, estou a ficar ansiosa para conhecer o pimpolho e ter a certeza que está tudo no sitio certo.

Fase Winx

Num abrir e fechar de olhos a Inês entrou na fase das Winx. Ainda adora o Ruca mas estas miudas giras e cheias de poderes (que eu ainda não conheço ;) são agora as suas favoritas. Um destes dias tive de andar na net a descobrir o nome de cada uma delas para escrever no poster que agora decora o quarto. Sim, porque ela também ainda não sabe muito bem o nome de todas e quando me pergunta eu lá vou espreitar. Héé Héé
Anda mais animada. Voltou a dar-me beijinhos na barriga e já interiorizou por completo que é um mano com pilinha que vem a caminho :)

terça-feira, outubro 07, 2008

Mana a espreitar o mano :)
ou
"que grande barrigona!!!"

Ai que barrigona ;)

35 semanas

35 semanas

quinta-feira, outubro 02, 2008

Hoje fomos a mais uma consulta e confirmei o rapazola. Na verdade não deu para ver a pilinha muito bem mas as bolinhas estavam lá a confirmar tudo.
Entretanto está de novo virado para baixo. Já tinha dado a volta, depois atravessou-se e agora voltou ao pino. Vamos lá ver se se mantém assim.

Quanto à Inês, com tanta excitação à volta do mano e toda a gente a falar-lhe do mesmo anda mais mimada e muito carente. Ela que até é muito independente e nada melga, só pede mimos e beijinhos e faz mais birras que o habitual. De vez em quando começa a falar à bébé, coisa que nunca fez até agora.

Tudo isto quase que antecipou o nascimento em termos de entusiasmo geral e para ela está a ser uma prova de fogo.