quinta-feira, dezembro 13, 2007

APAREÇAM. DIVULGUEM.
NÃO FIQUEM INDIFERENTES.

É já no próximo domingo, 16 de Dezembro.
Recolha de sangue para doação de medula.
A recolha será na Creche da Misericórdia de Gaia-Rua Almeida Costa-151 - Devesas

segunda-feira, outubro 15, 2007

À Mesa

Depois de ela ter dito o "oigado" numa situação em que não era suposto, o pai lá vai explicando em que situações o deve fazer:
Pai: ontem deste uma prenda à Francisca e ela disse obrigada não foi?
Ela: Ná (NÃO)
Pai: A Francisca não agradeceu?
Ela: Ná papá. Ela é bébé.
Contra factos não há argumentos. Está desculpada ;)

domingo, outubro 14, 2007

Ontem

Desde que tive o acidente que as coisas não correm sobre rodas. Acho que todos em alguma altura passam por fases em que nada acontece sem antes haver um grande problema e uma grande dor de cabeça. Pois é... andámos assim e como uma coisa leva à outra a minha cabeça anda meia tola.
Ontem fomos até Vigo passear. Correu muito bem e soube ainda melhor. Estavamos realmente a precisar de descontrair. E tudo teria sido óptimo se pelo meio não me tivesse esquecido por completo do aniversário da Francisca.
Nem me acredito que andei tantos dias a pensar na festinha para as miudas estarem juntas e acabo por esquecer. Um milhão de desculpas amiga. Pelo menos conseguimos ainda aí passar para um beijinho e para uma sessão de karaoke :)
Parabéns Francisca. Tu e a tua mana estavam lindas!!!

"Oigada" = Obrigada

A palavrinha mágica que há tanto tempo queria ouvir ;)
Por uma questão de educação era importante ela começar a dizer esta palavra. E hoje começou, assim, sem mais nem menos.

sábado, outubro 06, 2007

5 de Outubro

Ontem foi um feriado especial:
1º a minha mana fez anos. Parabéns madrinha linda!!!
2º fomos ver o "Principezinho" com a tia Linda ( uma das "quiquis" da Inês;). A filhota portou-se à altura. Esteve sempre muito atenta, maravilhada com tudo :))) Foi muito giro!!!
3º andámos de eléctrico e acreditem que foi uma aventura ;) Contámos com um motorista sem muita experiência na condução do veículo, muita gente sem vontade nenhuma de sair de lá de dentro. Sorte a nossa que estavamos sentadas a apreciar tudo. Héé Héé. A filhota ia à janela a dizer tchau a todos. Enquanto isso todos nos tiravam fotos, maravilhados por verem de novo o eléctrico a circular na baixa do Porto.


sábado, setembro 29, 2007

Que mês :(

Toda a gente sabe que nada nesta vida é garantido. Como tal, também eu achava que sabia (e sabia) mas uma coisa é achar que se sabe e nunca passar disso, outra é achar que se sabe e de repente ver-se confrontada com essa realidade, dar-se conta, ali, preto no branco, que num minuto a nossa vida pode parar ou, sei lá se pior ou melhor, podermos fazer isso acontecer a terceiros.
Pois é, tive um acidente (sozinha, a filhota não estava comigo. Ufa!!!).
Não foi tão mau como poderia ter sido. Chapa ainda é só chapa, mas o susto, esse, ainda está cá dentro... o susto e todas as burocracias inerentes a esse susto que nunca se resolvem em nosso beneficio. Por isso este mês de Setembro não deixa boas memórias. E apesar de tudo, sou obrigada a dizer que tudo correu bem, ou pelo menos acho eu, faltam-me uns dias para ter a certeza.

quinta-feira, agosto 30, 2007

quarta-feira, agosto 29, 2007

Não é justo

Estou eu aqui a trabalhar e a nossa menina anda a divertir-se com o paizão AQUI.
Não é justo, não é não.


Nota oficial: já só usa cuequinha. Fralda só de noite. YUPPIE!!!!

sábado, agosto 04, 2007

Fralda

Depois de ler 2 ou 3 blogs a falar do desfralde venho por este meio confessar que a minha consciência está muuuiiito pesada e que as fraldas são muito práticas.
A Inês já faz xixi na sanita, mas nem sempre. Já faz cócó na sanita, mas nem sempre.
E devia de insistir. Andar com ela sem fralda. Deixá-la fazer pelas pernas abaixo para perceber, mas ainda não tive coragem de sair de casa assim, de arriscar um xixi na cadeirinha do carro ou no meio da rua.
Ai... ai... mia culpa.

quinta-feira, agosto 02, 2007

quinta-feira, julho 26, 2007

Dia dos Avós

Os meus pais tem sido uma ajuda preciosa com a Inês. Passam imenso tempo com ela, dão muitos mimos (ás vezes até demais ;) muitos passeios, muitas brincadeiras e claro que, por tudo isto e muito mais, ela adora-os.
Um beijinho grande também para os outros avós. Embora não passe tanto tempo com eles também merecem muitos miminhos :)
Quanto ao nosso miau tudo está a correr muito bem. Nos primeiros tempos a Inês achava que a gata era uma coisa muito gira para dar umas sapatadas. Com muita persistência consegui convence-la e ensiná-la a dar mimos em vez de sapatadas e agora tenho de andar atrás delas porque aqui a filhota quer sempre andar com ela ao colo.
Isto passou a acontecer a partir do momento em que cortámos as unhas à Riscas. Como já não a arranhava ela perdeu o medo. E agora é ver a Inês a correr atrás da gata e a gata a fugir da melga da Inês.Héé Héé
Giro foi esta noite eu ter adormecido sem antes fechar a Riscas na cozinha. Acordei a meio da noite, super ensonada a tentar descobrir onde a Riscas estava a dormir. Nos entretantos fui à cama da Inês ver se estava tudo bem e adivinhem quem encontro a dormir no fundo da cama???
Foi engraçado perceber que começa a existir uma cumplicidade entre elas.

quinta-feira, julho 19, 2007

Adivinhem...

quem tem uma amiguinha nova? ;))
Chama-se Riscas. Miau para os amigos. Héé Héé
Nunca tive gatos na vida e nunca pensei ter. Espero não me arrepender.
Foi paixão à 1ª vista.

segunda-feira, julho 09, 2007

Conversas de WC ;)
Sentada na sanita por minha insistência e a olhar para dentro da mesma:
"Pipi, ó pipi, fá (faz) xixi... cócó."
Insiste:
"Pipiiiiiiiiii... xixiiii...cócóóó."
Passado um bocado faz-me aquela cara de patusca, abana a cabeça para os lados e diz:
"Mamã... nááá" (não, ou seja, não vou fazer nada)
Antes de sair:
"Mamã... pipi xixi, cócó cu"
Héé Héé
Já faz muitas vezes na sanita (não gosta do pote) e quando pede temos de ir logo a correr e fazer uma festa mas também ainda se esquece outras tantas.

terça-feira, junho 26, 2007

Hoje foi assim...

Logo depois do S. João seguimos em direcção às nossas férias. Vai ser só uma semaninha mas já está a ser bom demais.
Aqui fica um cheirinho da felicidade da nossa patareca com o fato de banho novo :)
Este dia foi tão bom, tão bom que já não me lembrava dela chegar ao fim do dia e aterrar tão cedo e tão profundamente.

terça-feira, junho 12, 2007

Lisboa

O pai estava por lá e nós fomos ter com ele de comboio. A viagem até correu bem, tendo em conta que se inventou de tudo para passar o tempo. Dormir é que definitivamente não fazia parte dos planos ;)
Fomos ao Jardim Zoológico e ela adorou. Achei o espectáculo dos Golfinhos melhor que o do Zoo Marine. Talvez por este ter sido a 1ª vez. E a foca passou mesmo à nossa beira, aliás deixou o seu rasto no nosso assento ;) Esqueci de trazer essa foto. Depois coloco.
Aqui está uma boa companhia para o almoço. Héé Héé
Passeámos no jardim perto dos Jerónimos onde descobri esta árvore linda que me fartei de fotografar. Chama-se Jacarandá (obrigada Costinhas ;)
E ali tão perto quem resiste aos pastéis de Belém??? nham...nham...
No sábado a prima veio ter connosco e ainda tivemos tempo de visitar o Oceanário. Elas adoraram. Também andámos no teleférico. Primeiro a medo. Carinhas assustadas mas depois o difícil foi pará-las quietas.
Adoro esta foto :))

segunda-feira, junho 04, 2007

Minha...minha...minha

É tudo "minha" nos dias que correm ;))
Ainda às avessas para falar eu sou a "minha mamã", temos também o "minha papá", "minha vóvó" e "minha vôvô".
Em relação à minha irmã e afins: "mamã Láu", "papá Láu" e "vóvó Láu".
Láu é a prima Claudia, neste caso o ponto de referência e o pilar que faz a distinção entre mães, pais e avós ;)
Ando a tentar explicar-lhe a diferença entre masculino e feminino, mas não é fácil.
Já fala muito mais e todos os dias se notam diferenças. De vez em quando, saem-lhe palavras nitidas e percebemos perfeitamente que ela só não diz mais porque não quer, na verdade está tudo lá dentro.

sexta-feira, junho 01, 2007

Dia Mundial da Criança

O desaparecimento de Maddie e o mediatismo que esta tragédia assumiu nos media fez-nos relembrar os dramas de muitas familias que ainda hoje não sabem o que aconteceu aos seus filhos.
Estes são casos em que a esperança é uma espada de duas pontas que faz parar vidas, que não deixa avançar, porque por mais dura que seja a realidade não se vive enquanto não se souber o que aconteceu.
Hoje penso muito nestas crianças e em muitas outras que sofrem atrocidades numa vida sem esperança, sem conhecerem um carinho, um afecto.
Por outro lado não posso deixar de pensar também em nós, na nossa filhota. E hoje estou farta de sorrir porque decidi passar o dia com ela (mesmo a trabalhar ;) e ainda não me arrependi. Héé Héé
Momentos nossos:
acordarmos as duas mais cedo e com vontade de brincar.
As duas enfiadas na camita dela a brincar às bonecas.
A duas a tomar banho juntas e a pintar a banheira toda com os lápis da Imaginarium.
Ela a correr e eu a apanhá-la e a levá-la ao ar. O riso dela. Ela a tropeçar e a cair com tanta borga. A voltar para trás e a fazer nova investida.
Ela a ajudar-me (cheia de cuidado) a arrumar umas coisas por aqui. Também desarrumou outras tantas mas hoje está perdoada ;)
Ela a pedir um beijinho depois de um dói, dói e a bater no armário e a chamá-lo de mau. (lembrei-me de ti Amélia ;)
Ela a dizer: minha mamã, mamã é minha :)))) com aquela entoação deliciosa.

quinta-feira, maio 31, 2007

Não Fumador

Neste Dia Mundial do não Fumador tenho mesmo de dizer que nunca mais é aplicada a lei que proiba o uso do cigarro em locais fechados.
Que me desculpem todos os fumadores mas estou constantemente a chatear-me com a total falta de bom senso dos fumadores.
Ontem fui ao El Corte Ingles. Estava a dar de lanchar à Inês e sentei-me na mesa que vi livre. Não me lembrei de reparar se era ou não zona de não fumadores.
Passado um bocado estou sentada com a miuda ao colo e a madame que estava ao meu lado começa a fumar e ainda faz o favor de inclinar a mão com o cigarro para o nosso lado (já para não falar da nuvem que lhe saia pela boca). O fumo vinha todo na nossa direcção.
Estas coisas irritam-me quando estou sozinha, se estou com a Inês acho mesmo uma falta de respeito. E como os incomodados é que se mudam, levantei-me, perguntei pelo local de não fumadores e mudei de local com as tralhas todas.
O engraçado (sem piada nenhuma) é que colocaram os não fumadores nas traseiras, onde não se vê nada e se fica ali naquele canto.
Quem quer fumar que fume. A unica coisa que peço é respeito pelos outros. É saber usar o bom senso. É perceber que neste caso a tal madame até me podia ter alertado para o facto de eu estar num local de fumadores antes de ter acendido o cigarro e ficar com a maior descontração a contaminar o nosso espaço, não o dela.
E já agora, porque não reverter a situação e colocar quem fuma ao canto?

sábado, maio 19, 2007

Experiências Radicais :))

A festa de aniversário correu super bem e as primas quase se pegavam para decidir quem ficava com o baton, o rimel ou o verniz das unhas. Héé Héé
Ontem os meus pais vieram trazer-me a Inês e ela vinha sem fralda, apenas com a cuequinha do Noddy. Arrisquei tudo ;) e deixei-a andar assim na rua a passear. Já no carro ela adormeceu e estava a ver que ia ter uma surpresa quando chegasse ao destino, mas não, portou-se muito bem e só em casa lhe coloquei a fralda.
Chichi ela já pede e faz bem. Cócó é que quando pede (tirando raras excepções) já tem a fralda suja.

terça-feira, maio 15, 2007

PARABÉNS MÃE!!!!

A minha mãe faz hoje 57 anos mas está para as curvas. Héé Héé
E como ela é muito vaidosa e merecia algo diferente encomendei este bolo especial à minha amiga Dora.
FICOU LINDO!!!Acho que ela vai adorar a surpresa :))

segunda-feira, maio 07, 2007

Madeline

Independentemente da minha opinião sobre o facto de os pais terem saido para jantar e terem deixado os miudos sozinhos, não acho que se deva acusar os pais de nada. O seu sofrimento e a culpa que devem estar a sentir vai andar com eles todos os dias da sua vida.
Penso muito no que aquela menina sentiu ao ser acordada por um estranho e levada por ele sabe-se lá para onde ou como.
Principalmente à noite quando deito a Inês não consigo deixar de pensar em tudo isto.
Como é que uma familia recupera de uma coisa destas???
Ainda cheguei a acreditar num desfecho feliz, mas passado tanto tempo isso já não me parece possível.
Tudo isto me causa uma aflição imensa.

sábado, abril 28, 2007

Atelier de Mil Cores

Espreitem aqui e vejam a nova página destas meninas, que agora também têm um novo blog.
Ideias giras para marcar momentos especiais.
Espero que também gostem de ver os "meus" ;) bonequinhos a ilustrar o site.
Gostei muito!!!
Beijinhos e boa sorte nesta nova etapa. :)

quarta-feira, abril 25, 2007

25 de Abril

Um dia que não pode passar em branco.
O dia em que o meu avô faria anos.
O dia em que soube que uma pessoa por quem tinha grande estima tinha falecido. Pior foi sabe-lo de forma inusitada, numa conversa informal com colegas que encontrei por acaso e que já não via há algum tempo, que falaram como se eu já soubesse e me deixaram completamente abalada. E só soube mesmo por acaso pois já aconteceu há cerca de um ano.
Por vezes passam pessoas na nossa vida que nos tocam de uma forma especial e que ficam para sempre no nosso coração. Hoje tive noção que não sei o porquê de não termos continuado a falar. As vidas seguem rumos diferentes e de repente é tarde demais.
Era um senhor com quem trabalhei e que tinha uma forma muito própria de ser, que "gozava" muito com a minha pronúncia do norte (era de Coruche) e que eu achava que ia andar por aí a voar em balões de ar quente por muito tempo.
Achei inacreditável eu não saber, porque falo com pessoas que me deviam ter dito. Porque era importante que na altura certa me tivessem dito.
Na ultima vez que falámos disse-me com o seu sentido de humor único:
"Boa sorte e que só chores quando o F.C.Porto perder."
Hoje chorei. Por ele.

segunda-feira, abril 23, 2007

Temos fases assim. Umas vezes apetece escrever outras vezes não.
Por agora voltei ;)
Estive a ver a reportagem da Sic sobre os bebés prematuros e foi realmente impressionante. Bebés do tamanho de canetas.
Foi um daqueles momentos em que dei um beijo na minha filhota e agradeci por ela ser saudável e nunca ter tido problema nenhum.
Na maior parte do tempo e na pressa das nossas vidas nem damos conta da sorte que temos, embora eu pense muitas vezes nisso.
Na verdade penso muitas vezes mas talvez inserido em outro contexto. A Inês está a atravessar uma fase adorável. Com 2 anos já não é bebé mas também não é grande. É amorosa e faz coisas inacreditáveis porque cresce muito depressa e todos os dias temos uma surpresa, uma novidade. E eu quero captar tudo, talvez por isso ande sempre com a máquina a tirar fotos. Às vezes até sou chata.
Tenho a perfeita noção que o tempo está a passar super rápido.
Há cerca de duas semanas quando saíamos de casa ela acendia a luz das escadas mas não chegava ao botão do elevador. Esta semana dou com ela a esticar-se e a carregar no botão para chamar o elevador.
Como ela própria diria: UAU!!!!
;)

segunda-feira, março 19, 2007

Dia do Pai

Adoro vê-los felizes :)))
E para o meu pai um beijão daqueles por ser como é ;)

sexta-feira, março 16, 2007

Abono

Ontem, após mais uma asneirola da Inês, o pai sai-se com esta:
"Tem de ser. Tenho de te educar. É para isso que recebo 20 euros ao final do mês."

Olhámos um para o outro e começámos a rir. "Rir para não chorar". Héé Héé

terça-feira, março 13, 2007

Cinema: Quero ir mas não sei se vá...

Ontem fomos ao cinema. Deixámos a miuda na minha mãe e fomos só nós. Sozinhos.
Antes de engravidar íamos montes de vezes ao cinema. Depois que a Inês nasceu acho que fui 2/3 vezes no máximo.
Sinceramente a sensação que tenho é que perdeu o encanto, ou melhor, (deixem lá ver se consigo explicar) nos dias em que decidimos deixar a Inês com os avós para sairmos só os dois fico sempre com um nó. Parece que só vejo pais com filhotes na brincadeira e dá-me uma vontade enorme de estar com a minha pequenota.
Para além disso fico muito mais sensível e qualquer filme me põe de rastos. Aconteceu isto quando fui ver o "Babel" e ontem "Em busca da felicidade" que achei lindo. Sinto tudo de forma muito mais intensa e acabo por chegar a casa sempre com uma baita de dor de cabeça e os olhos inchados.
A estupidez é que ando muitas vezes sem a Inês. Por vezes deixo-a nos meus pais, estou todo o dia no trabalho sem ela (bom, pelo menos na maioria das vezes ;) mas é diferente. Acho que é o facto de a deixar antecipadamente e objectivamente de lado que me mexe com os nervos e quando dou por mim estou no inicio do filme ansiosa que já estivesse no fim para nos irmos embora. No entanto ADORO ir ao cinema. Adorei o nosso jantar.
E o maridão lá tem de me aturar mas eu sei que ele me entende a maluqueira.
E a dor de cabeça foi tal que durou toda a noite e acordei com ela. Passou depois de um benuron hoje de manhã.
Às vezes acho que não sou normal.

quinta-feira, março 08, 2007

Autoclismo

E o novo divertimento é andar constantemente a puxar o autoclismo.
São litros e litros de água que desaparecem. Pior do que isto é puxar a água com uma mão e meter a outra dentro da sanita a chafurdar na água.
Sem comentários!!!!

segunda-feira, março 05, 2007

26 Meses

Parabéns filhota mais que linda!!!! ;))

E agora quando alguém faz barulho sai-se com um chiiiuuu de dedo indicador ao alto a tocar nos lábios e no nariz. E olhem que é um chiiiuuu que faz mais barulho do que quem está a fazer barulho. Héé Héé

Corrida da Mulher 07

2ª edição da Corrida/Caminhada da Mulher
NUNCA VISTO EM PORTUGAL !
12 MIL MULHERES PRESENTES EM MANHÃ DE MUITA CHUVA
Eu e a minha mãe participámos e foi mesmo um sucesso. Nunca vi tanta mulher junta. Héé Héé Nem a chuva nos parou e olhem que choveu a sério.
Chegámos ao fim completamente encharcadas mas valeu a pena. A ideia era levar a Inês no carrinho mas foi impossível. A chuva não deu tréguas e para o final piorou muito. Nem fotos de jeito conseguimos tirar com tantas pingas a cair.
A causa foi nobre e foi lindo ver e sentir tanta motivação.
Vejam mais aqui.

quarta-feira, fevereiro 28, 2007

Livros

A propósito deste post, lembrei-me de aqui deixar uma sugestão de leitura:

"Para a minha Irmã" de JODY PICOULT

Um livro que achei fascinante. Que nos faz pensar e reflectir devido à forma como a autora nos dá a conhecer os pontos de vista de cada personagem. O final é surpreendente.
ADOREI e recomendo mesmo.
Por vezes aparecem pessoas na nossa vida que, sem motivo aparente, não nos caem bem.
Isto raramente me acontece mas quando acontece fico mesmo mal. Não sei explicar porquê mas são pequenas coisas que me enervam e me fazem não confiar.
Por vezes erro, mas por norma gosto de acreditar na minha intuição.
Agora o que me incomoda a sério é o facto de eu não ser capaz de parar de me relacionar com essa pessoa, mesmo que de uma forma politicamente correcta, pois neste caso até tenho condições para o fazer.
Não o faço porque não consigo ser indelicada sem me enervarem primeiro, sem ter um motivo plausível para o fazer e sei que quando der o "chega para lá" não vai cair bem.
Mas que vai acontecer, isso vai, porque não gosto de pessoas que se fazem mais do que aquilo que são, que tentam a toda a hora parecer que sabem mais que eu (quando na realidade nem respondo porque não me estou para chatear), mas acima de tudo que tentam saber mais do que aquilo que quero dizer, mesmo não tendo confiança para tal.
Hugg!!!

segunda-feira, fevereiro 26, 2007

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Mais de um mês sem cá vir. Mais de um mês sem visitar ninguém.
Confesso que em determinados dias foi mesmo porque não me apeteceu, na outra parte por falta de tempo e na maioria do tempo foi mesmo porque a minha net se está a passar e fico dias seguidos sem conseguir aceder.
Todos dão problemas bem sei, mas isto tem sido um exagero e agora que me fartei a sério e quero mesmo rescindir contrato com justa causa sem cumprir os 24 meses é que está tudo a ferver. Só para que saibam: estou ligada pela NOVIS.
Entretanto apenas posso dizer que tenho a nítida sensação de que a partir do momento em que a Inês fez 2 anos lhe devem ter ligado um fusível. Está eléctrica e imparável, mais teimosa e birrente que nunca e faz-me perder muitas vezes a paciência, pois afinal não estou habituada a estas coisas. ;) Por outro lado tem tido também uns momentos de ternura muito intensos. Tenho de me habituar a este novo ELA.
Ai tanta coisa para contar...
Não me posso esquecer de aqui deixar fotos das primeiras aventuras da filhota na neve. Fomos à Serra da estrela num dia de sol absolutamente fantástico que resultou em fotos lindas. Bom, mas issso já são as cenas dos próximos capítulos. Agora tenho mesmo de ir. :)))
Não está totalmente actualizado mas entretanto, se quiserem, espreitem aqui.
Não tenho mesmo dado conta das encomendas, especialmente depois da ligação do fusível ;))

quinta-feira, janeiro 04, 2007

2 Anos (mas é só amanhã :)

Dia 05 Janeiro 2005

O dia em que te ouvimos chorar pela primeira vez
O dia em que chorámos por te ouvir chorar.
O dia em que te conhecemos olho no olho.
O dia em que te vimos pela 1ª vez.
O dia em que percebemos que a nossa vida ia mudar para sempre.
O dia em que percebemos que essa mudança era boa, muito boa.
O dia em que vivemos momentos únicos, só nossos, inesquecíveis.
O dia em que a dor fisica estava anestesiada pela felicidade de te ter.
O dia em que percebemos que o nosso maior sonho estava nos nossos braços.
O dia em que parecia que estava a sonhar.
O dia de muitas visitas.

O dia de muitas mensagens de boas vindas.
O dia mais importante da nossa vida.

E hoje já estás assim, mais menina que bébé :)

Amanhã vamos andar os 3 juntinhos a gozar este dia tão especial. Beijos!!!

quarta-feira, janeiro 03, 2007

FELIZ 2007

Estamos de volta.
Primeiro era a falta de tempo, agora é a net que está mais vezes off que on. Enfim...
Mas tanto que teria de contar. Este Natal foi muito divertido e espero que o novo ano seja fantástico para todos nós.
A Inês andou doente, melhorou, piorou e agora está mais ao menos. Vou amanhã ao pediatra.
Aos poucos começa a sair-lhe a voz e a ultima é o "Ho Ho Ho".
Inês, como faz o Pai Natal?
E ela: "Ho Ho Ho"
Agora faz aquele biquinho e diz "Ho Ho Ho" a tudo o que se refere ao Natal ;) Basta ver uma foto do Pai Natal.
Também já sabe "dizer" com os dedinhos que vai fazer 2 aninhos. Espeta os indicadores, um de cada mão. Héé Héé.
Depois de amanhã a minha Patareca vai fazer 2 anos. 2 ANOS!!! E eu acabo sempre por não perceber como o tempo passou tão rápido.
Sinto um aperto bom dentro do peito por todas as coisas boas que recebemos por ela existir nas nossas vidas. :)