sexta-feira, julho 22, 2005

Saga de uma dieta

Tenho andado meia desligada do blog mas é mesmo por falta de tempo. E não é que sinto a falta??

Tenho lido em alguns blogs a saga das dietas e para dizer a verdade também faço parte desse filme. A minha gravidez foi um espectáculo, nada de enjoos, nada de engordar (e comia bem), nada de inchaços. Andei como se nada fosse até ao fim. Fui uma sortuda.
O que eu não sabia era que estava tudo guardado para o pós parto. Dizem que amamentar ajuda a reduzir o peso, no meu caso tinha ataques de fome e sabem como é, descuido daqui, descuido dacolá... Para além disso também inchei um bocado. Parecia que continuava grávida. Fiquei com uma pancinha maior do que quando estava de 5 meses. Não tinha roupa para vestir, sentia-me um trapo. Enquanto amamentei tinha uma desculpa, depois de amamentar quanto mais pensava no assunto mais vontade tinha de comer.

Até que um dia a minha sobrinha querida e adorada, na sua santa inocência, me pergunta:
"Ó madrinha, tens outro bébé na barriga?" !!??##

Foi esta a frase inspiradora, o bater no fundo do poço que me fez tomar uma atitude.
Optei por uma estratégia de incentivo: pagar a um médico para ele me dizer que estava com excesso de peso e me prescrever uma dieta. Eu falo em estratégia, porque cada vez que me dá um ataque de fome penso no dinheiro que gastei e no que ainda vou gastar na próxima consulta, onde supostamente terei de apresentar resultados.
Estou tão determinada que consigo resistir ao maridão a comer um magnum, ao pão que eu adoro, aos docinhos, às batatas fritas, enfim. Deixa-me parar por aqui que ainda tenho uma recaída.
Sinto-me como um fumador a tentar deixar de fumar que sabe que se der uma passa começa tudo de novo, por isso resisto. Outro truque é não ter nada de bom em casa, assim numa recaída as possibilidades de exageros anulam-se por falta de mantimentos. HiiHii

Um dia também decidi que ia deixar de comer carne. Já lá vão cerca de 11 anos. Mas a carne passa-me completamente ao lado, não sinto vontade nenhuma de comer. Não foi nunca um sacrificio, foi uma opção que com o tempo se tornou um hábito.

Desculpem lá a chatice deste post mas a verdade é que estou quase com o peso que tinha quando engravidei, 66kg e por isso estou contente.
Mas calma, porque este não é de todo o meu peso ideal e agora que estou a levar isto a sério vou tentar ir mais longe e ficar elegantérrima. :)
Pelo menos já posso começar a vestir a minha antiga roupa que até aqui quase não passava dos joelhos, por isso o primeiro objectivo está a ter luz à vista.

Conheço pessoas gordinhas que se sentem bem assim e que por acaso até se arranjam muito bem e têm um charme muito próprio, mas esse não é o meu caso.
Voltei a sentir-me bem comigo própria.

7 comentários:

Fitinha Azul disse...

Olá Alice aqui em casa também atravesso essa fase, como infelizmente só dei peito até ao 1 mês e meio, depois comecei a olhar para o espelho e a não gostar nada do que via, ainda estou a dar tempo ao tempo mas decidi ter mais cuidado com o que como. O meu problema é toda a gente dizer que estou óptima, mas não me sinto bem com o meu corpo, sou estreita de ossos e o excesso obviamente sai para a fora. A barriguita e a zona das coxas foi a mais atingida na gravidez mas confio que vai tudo ao sítio! Só faltam 4 kilos!
Beijocas e força

AnaBond disse...

Que inveja.

Tb a minha gravidez foi 'santa'. Emagreci até (tenho excesso de peso e tive de ser seguida).
O pior foi na amamentação. Estou pior do que estava.

Mas ao contrário de ti, não consigo emagrecer. Faço muitos esforços, mas não como a médica me pede, com horários, etc... mesmo que não coma porcarias, o que não como mesmo, é-me muito difícil emagrecer. Não é mesmo por falta de tentativas.

(tb tive uma miúda da família a dizer-me o mesmo... grrr ;))

Força... é preciso muita força e parece-me que vais conseguir.
beijos

Filipa disse...

Olá Alice!
Ainda bem que estás a ter resultados! E parabéns por resistires às "provocações" do teu marido... eu não consigo!!! Costumo dizer que o meu marido é o grande culpado, põe-se a comer coisas boas à minha frente e eu não resisto!!!!

Beijinhos
Filipa

blogdabenedita disse...

Vamos lá fazer um esforço para ficar elegantérrrrrrima; depois da gravidez estamos tão cansadas que nem pensamos nisso, mas realmente há que trabalhar nessa " maldita " dieta para sentires-te bem
Beijinhos grandes de " adoçante"

Mamã disse...

Como eu vou precisar de lere reler este post quando a Francisca nascer ( ou melhor depois de amamentar)!

Continuação de sucesso nesta dura caminhada.

Beijinhos

Dora & Cª

InêsN disse...

eu vou olhando para as resmas de roupa que tenho no roupeiro (da fase pré-grávida) e que não me servem...e penso: "um dia, um dia.."
a verdade é que aos poucos alguma coisa lá se vai conseguindo enfiar...e só me faltam 4 kilinhos para a fase pré-grávida...
força nisso, tens companheira de luta por aqui!!
beijinhos,
inês

Anónimo disse...

A Terra dos Sonhos é uma loja onde pode encontrar artigos variados com preços de sonho.
www.terradossonhos.net